Botox – Toxina Botulínica ameniza rugas e linhas de expressão

Botox – Toxina Botulínica ameniza rugas e linhas de expressão

O que é o botox – Toxina Botulinica?

Conhecida comercialmente e popularmente como BOTOX®, a toxina botulínica do tipo ‘A’ é uma substância líquida, estéril e liofilizada, produzida pela bactéria chamada Clostridium botulinium.

Existem diversos nomes comerciais mas o botox ficou mais conhecido no Brasil.  As toxinas botulínicas industrializadas têm pequenas diferenças entre si e recebem subnomes como: OnabotulinumtoxinA (Botox®), AbobotulinumtoxinA (Dysport®), IncobotulinumtoxinA (Xeomin®), entre outras.

São várias marcas de diferentes empresas e todas com características próprias, dosagens e eficácia diferentes.

Indicações da toxina botulínica

É indicada para suavizar as rugas e linhas de expressão do rosto. Entre as linhas tratadas estão: as rugas da testa, a glabela (espaço entre as sobrancelhas) e, os pés de galinha, rugas que se formam na região dos olhos.

A principal motivação para este tratamento estético é o incômodo gerado pelas rugas ao paciente. Se comparado aos cremes para rugas e linhas de expressão, o botox apresenta resultados instantâneos e visíveis. No entanto, a indicação depende de avaliação médica individualizada.  

Ação do botox

As rugas aparecem devido ao envelhecimento facial, que ocorre por idade, exposição solar inadequada, má alimentação, tabagismo e vários outros agentes. Mas o fator imprescindível para seu aparecimento é a contração natural dos músculos do rosto, que formam as chamadas linhas de expressão.

Por exemplo: muitas pessoas tem o hábito de franzir a testa ao se expressar, mas com o passar do tempo essa contração dos músculos da região gera vincos horizontais na pele.

O mesmo acontece com as rugas ao redor dos olhos que é gerada quando sorrimos ou forçamos a vista. Quando a toxina botulínica é injetada nessas rugas, age como um bloqueador neuromuscular, impedindo  a transmissão de estímulos dos neurônios para os músculos, bloqueando parcial ou totalmente, a contração muscular.

Pré-requisitos para a aplicação do botox – Toxina Botulinica

Muitos especialistas recomendam o tratamento preventivo a partir dos 25 anos de idade com a premissa de bloquear a transmissão de estímulos dos neurônios para os músculos, impedindo a formação de rugas causadas pelas mímicas faciais.

Como é feita a aplicação do botox?

A toxina botulínica vem em frascos e é injetada na área a ser tratada. A aplicação é rápida e praticamente indolor, porém o local deve ser detalhadamente estudado pelo especialista, para que o resultado seja o mais natural possível.

Qual a duração?

Em geral, a duração da toxina botulínica varia entre 4 a 6 meses. Posteriormente os músculos voltam a receber impulsos dos neurotransmissores e ocorre o reaparecimento das rugas e linhas de expressão

Quem não pode aplicar BOTOX?

O tratamento não dever ser feito em grávidas e ou lactentes. 

Como faço para agendar?

Agende uma consulta com nosso especialista, ligue ou envie uma mensagem no WhatsApp para o número (11) 93237-6184.

Clínica Aliatta Saúde & Vida  – R. Ana Abreu, 77 – Jardim Sao Jose, Itatiba/SP.

 

Entenda por que trabalhar em um espaço de coworking médico é vantajoso

Entenda por que trabalhar em um espaço de coworking médico é vantajoso

Nos últimos anos, os espaços de trabalho compartilhados se popularizaram no  Brasil e este “novo” conceito parte do princípio de economia compartilhada, na qual um grupo de pessoas pode usar o mesmo local para trabalho. Os custos para manter uma clínica médica podem ultrapassar R$ 270 mil reais por ano segundo estudos do Sebrae. Pensando nisso cada vez mais profissionais da área da saúde aderem ao sistema.

O coworking médico é pautado em uma taxa fixa ao mês pelo uso do espaço e equipamentos necessários, somado a uma tarifa calculada pelos minutos/ dias ou períodos em que o consultório ou sala foi utilizado. Uma das maiores vantagens deste sistema é a ausência de surpresas financeiras no final do mês, além disso gerenciar um consultório é uma tarefa difícil, principalmente para quem não tem experiência em administrar um negócio.

Na Clínica Aliatta Saúde & Vida ao invés de ter um consultório próprio e arcar sozinho com despesas o coworker escolhe um plano de atendimento para abrir sua agenda na clínica e atende seus pacientes praticamente de imediato, se isentando de qualquer preocupação com aluguel, taxa condominial, limpeza, manutenção, luz, água, férias ou contratação de funcionários etc.

O médico pode alugar uma sala para atender seus pacientes e contar com toda infraestrutura do local, sem se preocupar com nenhuma questão burocrática ou administrativa. 

Optar por um coworking médico é uma forma extremamente eficaz para reduzir despesas fixas que sobrecarregarem o seu bolso e que também consomem muito tempo da sua agenda. 

Quer saber mais sobre nossos planos e suas vantagens financeiras? Entre em contato.

 

 

MAPA 24HR – o exame mais solicitado por cardiologistas

MAPA 24HR – o exame mais solicitado por cardiologistas

 

O exame MAPA 24HR é frequentemente solicitado por médicos cardiologistas e serve para acompanhamento clínico de pacientes com suspeita ou histórico de hipertensão arterial. Trata-se de um exame específico para monitoramento dos níveis de pressão arterial durante as atividades diárias de um paciente ao longo do dia.

O que é o exame mapa?

Este exame é feito através de um aparelho eletrônico composto por um monitor e uma braçadeira (com manguito) para medir a pressão arterial. Esse equipamento é acoplado a cintura e braço do paciente.

Qual a finalidade do exame?

O exame MAPA 24HR tem por finalidade construir um diagnóstico preciso após suspeita de pressão alta no método convencional em consultório. Apenas com o monitoramento ao longo de 24h é possível analisar o comportamento da pressão arterial durante todos eventos cotidianos,  pois a pressão arterial sofre diversas alterações ao longo do dia, alternando inclusive em determinadas circunstâncias como por exemplo momentos de estresse ou cansaço físico.

Quando o MAPA 24HR é indicado?
O exame é indicado quando há suspeita nos valores em consultório. Este exame serve para diagnóstico de:

  • Pré-hipertensão sem lesão do órgão alvo
  • Avaliação de hipertensão episódica
  • Identificação de hipertensão do sono ou ausência de descenso no sono
  • Manejo da hipertensão durante a gravidez
  • Avaliação da hipertensão em idosos
  • Análise da hipertensão em crianças e adolescentes
  • Triagem em síndrome de Apneia obstrutiva do sono
  • Mito da elevação matinal precoce da pressão arterial

Não existem contra indicações para realização desse exame, uma vez que o mesmo não oferece perigo ou interfere nas atividades cotidianas. É um exame de baixo desconforto, entretanto é contra indicado em pacientes com os valores de pressão máximas muito elevados como por exemplo pacientes com arritmias cardíacas ou parkinsonismo.

Você sabe o que é Cosmiatria?

Você sabe o que é Cosmiatria?

Você sabia que existe uma especialidade dentro da área de dermatologia exclusivamente voltada para beleza da pele e tratamentos estéticos? Essa é a cosmiatria! Nossa profissional Dra. Mariana explica um pouco sobre.

DRA. MARIANA SANFINS VEDOVELLO

MEDICINA ANTI-AGING E COSMIATRIA | CRM 163023

Dia Mundial do Câncer – Alerta para prevenção da doença

Dia Mundial do Câncer – Alerta para prevenção da doença

Cigarro, sedentarismo, má alimentação e poluição estão entre os principais fatores de risco para o surgimento de tumores. Estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca) aponta a ocorrência de cerca de 600 mil casos novos de câncer no Brasil entre 2016 e 2017, dos quais cerca de 180 mil foram de pele não-melanoma, 61 mil cânceres de próstata em homens e 58 mil casos de câncer de mama em mulheres. O câncer é a segunda causa de morte no mundo.

No dia 4 de fevereiro se comemora o Dia Mundial de Combate ao Câncer. Criada pela União Internacional de Controle do Câncer (UICC), a data visa mobilizar pessoas e organizações mundiais para reforçar a importância de adoção de hábitos saudáveis, atitudes de prevenção, diagnóstico precoce e tratamento, fundamentais para o controle da doença.

O que é Câncer?

Câncer é o nome genérico para um grupo de mais de 200 doenças. Embora existam muitos tipos de câncer, todos começam devido ao crescimento e multiplicação anormal  e descontrolado das células. A enfermidade também é conhecida como neoplasia. A ciência médica que estuda o câncer se denomina Oncologia e é o oncologista o profissional que trata a doença.  Os cânceres que não forem tratados causam doenças graves e morte.

As células normais do corpo

O corpo humano é composto de trilhões de células vivas. Essas células normais do corpo crescem, se dividem e morrem de forma ordenada. Durante os primeiros anos de vida de uma pessoa, as células normais se dividem mais rapidamente para permitir que a pessoa se desenvolva. Depois, na fase adulta, a maioria das células se divide apenas para substituir células desgastadas ou células que morrem ou para reparar danos.

Como o Câncer começa?

O câncer se inicia quando as células de algum órgão ou tecido do corpo começam a crescer fora de controle. Esse crescimento é diferente do crescimento celular normal. Em vez de morrer, as células cancerosas continuam crescendo e formando novas células anômalas. As células cancerosas também podem invadir outros tecidos, algo que as células normais não fazem. O crescimento fora de controle e a invasão de outros tecidos é o que torna uma célula em cancerosa.

O corpo humano é formado por trilhões de células que se multiplicam por meio de um processo chamado divisão celular. Em condições normais, esse processo é ordenado e controlado e é responsável pela formação, crescimento e regeneração dos tecidos saudáveis do corpo.

Em contrapartida, existem situações nas quais estas células, por razões variadas, sofrem uma mudança  tecnicamente chamada de carcinogênese, e assumem características aberrantes quando comparadas com as células normais.

Essas células perdem a capacidade de limitar e controlar o seu próprio crescimento passando, então, a multiplicarem-se muito rapidamente e sem nenhum controle.

As células se tornam cancerosas devido a um dano no DNA. O DNA é um composto orgânico cujas moléculas contêm as instruções genéticas de todas as células. Nós normalmente nos parecemos com nossos pais, porque eles são a fonte do nosso DNA. No entanto, o DNA nos afeta muito mais do que só isso.

Alguns genes têm instruções para controlar o crescimento e a divisão das células. Os genes que promovem a divisão celular são chamados oncogenes. Os genes que retardam a divisão celular ou levam as células à morte no momento certo são denominados genes supressores do tumor. Os cânceres podem ser causados por alterações no DNA que se transformam em oncógenes ou por desativação dos genes supressores do tumor.

As pessoas podem herdar um DNA anômalo, mas a maioria dos danos do DNA é causada por erros que ocorrem quando a célula normal está se multiplicando ou por exposição a algum elemento do meio ambiente. Às vezes, a causa do dano ao DNA pode ser algo óbvio, como o tabagismo ou a exposição ao sol. Mas é raro saber exatamente o que causou o câncer de determinada pessoa.

Na maioria dos casos, as células cancerígenas formam um tumor. No entanto alguns cânceres, como no caso da leucemia, raramente formam tumores. Em vez disso, estas células cancerosas acometem o sangue e órgãos que produzem as células sanguíneas, chegando a tecidos onde elas se desenvolvem.

Como o Câncer se espalha?

As células cancerosas costumam se espalhar para outras partes do corpo onde elas começam a crescer e formar novos tumores. Isso acontece quando as células cancerosas entram na corrente sanguínea ou nos vasos linfáticos do corpo. Ao longo do tempo, os tumores irão substituir o tecido normal. Esse processo de disseminação do câncer é denominado metástase.

Como o Cânceres se diferenciam?

Independente do local para onde a doença se espalhou, o tipo de câncer leva o nome do local onde se originou. Por exemplo, o câncer de mama que se disseminou para o fígado é denominado câncer de mama metastático, e não câncer de fígado. Da mesma forma, o câncer de próstata que se espalhou para os ossos é chamado de câncer de próstata metastático, e não tumor ósseo.

Diferentes tipos de câncer podem se comportar de formas distintas. Por exemplo, o câncer de pulmão e o câncer de pele são doenças muito diferentes, que se desenvolvem de formas diferentes e respondem a distintos tipos de tratamentos. Por essa razão os pacientes com câncer precisam receber o tratamento adequado para seu tipo específico de câncer.

Entendendo os diferentes tipos de Câncer?

Os tipos de câncer podem ser agrupados em categorias mais amplas. As principais categorias incluem:

  • Carcinomas. Começam na pele ou nos tecidos que revestem ou cobrem os órgãos internos. Existe um número de subtipos de carcinoma, incluindo adenocarcinoma, carcinoma de células basais, carcinoma de células escamosas e carcinoma de células de transição.
  • Sarcomas. Começam no osso, cartilagem, gordura, músculo, vasos sanguíneos ou outro tecido conjuntivo ou de suporte.
  • Leucemias. Começam no tecido que produz o sangue, como a medula óssea, o que provoca um grande número de células anormais que entram na circulação sanguínea.
  • Linfomas e Mielomas. Começam nas células do sistema imunológico.
  • Cânceres do Sistema Nervoso Central. Começam nos tecidos do cérebro e da medula espinhal.

Tumores benignos


Nem todos os tumores são malignos. Os tumores não cancerígenos são denominados benignos. Os tumores benignos podem causar problemas, como crescerem em demasia e pressionarem outros órgãos e tecidos saudáveis. No entanto, eles não invadem outros tecidos e órgãos. Dessa forma, não se disseminam para outras partes do corpo (metástases).

Um tumor benigno que usualmente pode ser removido e que na maioria dos casos não volta a aparecer (recidiva), não se espalha pelo corpo e não ameaça a vida do paciente.

Uma sentença de morte, atualmente muitos pacientes são tratados com sucesso sobre tudo quando a doença é diagnosticada precocemente.

O Câncer é comum?


Metade do total de homens e um terço das mulheres irão desenvolver um tipo de câncer em algum momento de suas vidas.

Atualmente, milhões de pessoas estão vivendo com câncer ou já tiveram e trataram uma neoplasia. O risco de desenvolver vários tipos de câncer pode ser reduzido com mudanças no estilo de vida da pessoa, por exemplo, não fumar, limitar o tempo de exposição ao sol, ser fisicamente ativo e manter uma alimentação saudável.

Por outro lado, existem exames de rastreamento que podem ser realizados para alguns tipos de câncer, para que possa ser feito o diagnóstico precoce da doença, quando as chances de cura são melhores e maiores do que quando é diagnosticada em estágios mais avançados.

Como prevenir o Câncer?

A prevenção do câncer engloba ações realizadas para reduzir os riscos de ter a doença.

  • O objetivo da prevenção primária é impedir que o câncer se desenvolva. Isso inclui evitar a exposição aos fatores de risco de câncer e a adoção de um modo de vida saudável.
  • O objetivo da prevenção secundária é detectar e tratar doenças pré-malignas (por exemplo, lesão causada pelo vírus HPV ou pólipos nas paredes do intestino) ou cânceres assintomáticos iniciais.

11 dicas para prevenir o câncer

Não fume!
Essa é a regra mais importante para prevenir o câncer, principalmente os de pulmão, cavidade oral, laringe, faringe e esôfago. Ao fumar, são liberadas no ambiente mais de 4.700 substâncias tóxicas e cancerígenas que são inaladas por fumantes e não fumantes. Parar de fumar e de poluir o ambiente é fundamental para a prevenção do câncer.

Alimentação saudável protege contra o câncer.
Uma ingestão rica em alimentos de origem vegetal como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, e pobre em alimentos ultra processados, como aqueles prontos para consumo ou prontos para aquecer e bebidas adoçadas, pode prevenir o câncer. A alimentação deve ser saborosa, respeitar a cultura local, proporcionar prazer e saúde e incluir alimentos regionais.

Mantenha o peso corporal adequado.
Estar acima do peso aumenta as chances de desenvolver câncer. Por isso, é importante controlar o peso por meio de uma boa alimentação e realizar atividade física. Cerca de um terço de todos os casos de câncer podem ser evitados com alimentação saudável, manutenção de peso corporal adequado e atividade física, não há necessidade de serem aquelas modalidades sistematizadas ou que demandem a contratação de serviços como academias, que também podem ser opções.

Pratique atividades físicas.
Você pode, por exemplo, caminhar, dançar, trocar o elevador pelas escadas, levar o cachorro para passear, cuidar da casa ou do jardim ou buscar modalidades como a corrida de rua, ginástica, musculação, entre outras. Experimente, ache aquela modalidade que você goste, aproveite e busque fazer dessas atividades um momento coletivo, prazeroso e divertido, com a família e amigos, ou faça da atividade física um momento introspectivo no qual você se conecta consigo, enfim, é possível encaixar a atividade física na rotina de cada um, seja através do deslocamento ativo indo ao trabalho ou outras atividades caminhando ou de bicicleta, são diferentes possibilidades.

Amamente.
O aleitamento materno é a primeira ação de alimentação saudável. A amamentação até os dois anos ou mais, sendo exclusiva até os seis meses de vida da criança, protege as mães contra o câncer de mama e as crianças contra a obesidade infantil. A partir de seis meses da criança, deve-se complementar a amamentação conforme a dica sobre Alimentação saudável e proteção contra o câncer.

Mulheres entre 25 e 64 anos devem fazer o exame preventivo do câncer do colo do útero a cada três anos. 
As alterações das células do colo do útero são descobertas facilmente no exame preventivo (conhecido também como Papanicolau), e são curáveis na quase totalidade dos casos. Por isso, é importante a realização periódica deste exame. Tão importante quanto fazer o exame é saber o resultado, seguir as orientações médicas e o tratamento indicado.

Vacine contra o HPV as meninas de 9 a 14 anos e os meninos de 11 a 14 anos.
A vacinação contra o HPV, disponível no SUS, e o exame preventivo (Papanicolau) se complementam como ações de prevenção do câncer do colo do útero. Mesmo as mulheres vacinadas, quando chegarem aos 25 anos, deverão fazer um exame preventivo a cada três anos, pois a vacina não protege contra todos os subtipos do HPV.

Vacine contra a hepatite B.
O câncer de fígado está relacionado à infecção pelo vírus causador da hepatite B e a vacina é um importante meio de prevenção deste câncer. O Ministério da Saúde disponibiliza nos postos de saúde do País a vacina contra esse vírus para pessoas de todas as idades.

Evite a ingestão de bebidas alcoólicas.
Seu consumo, em qualquer quantidade, contribui para o risco de desenvolver câncer. Além disso, combinar bebidas alcoólicas com o tabaco aumenta a possibilidade do surgimento da doença.

Evite comer carne processada.
Carnes processadas como presunto, salsicha, linguiça, bacon, salame, mortadela, peito de peru e blanquet de peru podem aumentar a chance de desenvolver câncer. Os conservantes (como os nitritos e nitratos) podem provocar o surgimento de câncer de intestino (cólon e reto) e o sal provocar o de estômago.

Evite a exposição ao sol entre 10h e 16h, e use sempre proteção adequada, como chapéu, barraca e protetor solar, inclusive nos lábios.
Se for inevitável a exposição ao sol durante a jornada de trabalho, use chapéu de aba larga, camisa de manga longa e calça comprida.

 

Fontes: Inca – Instituto nacional do Câncer | American Cancer Society